Boas práticas para eventos sustentáveis em Portugal

As empresas e organizações de eventos precisam de tomar consciência da imperiosa necessidade de adotar posturas, comportamentos e ações que promovam o bem-estar e a qualidade de vida da sociedade em que estamos inseridos. É também fundamental haver uma gestão ética e transparente associada. Com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável das Nações Unidas para alcançar até 2030, todos temos a responsabilidade de ajudar a alcançá-los, neste caso ao realizar eventos sustentáveis em Portugal. Estes objetivos são ambiciosos e abordam várias dimensões do desenvolvimento sustentável, como a social, económica e ambiental, mas também a promoção da paz e justiça. 

Porquê incorporar boas práticas?

A incorporação de boas práticas de responsabilidade social numa organização e nos seus eventos é sempre acompanhada por uma mudança profunda e real da sua cultura e do comportamento dos colaboradores, mas também na relação com parceiros e fornecedores, ao aumentar a cooperação entre estes intervenientes. É uma mudança que traz vários benefícios e vantagens não apenas para a organização, mas também ao meio ambiente envolvente, nomeadamente, ambiental, social, cultural, económico e político: 

– o aumento da vantagem competitiva em relação aos concorrentes que ainda não têm preocupações de sustentabilidade;

– com o incremento do nível de exigência e expectativas por parte dos públicos-alvo, há também uma maior valorização e reconhecimento dos negócios que se dedicam a alterar os seus comportamentos por políticas mais sustentáveis;

– a criação de sensação de pertença e propósito por stakeholders e colaboradores;

– o estímulo à economia local e atenção às necessidades da população envolvente à empresa;

– o retorno do investimento com benefícios sociais.

Boas práticas para o seu evento sustentável

Como organizadores de eventos, acreditamos que é possível assimilar comportamentos e pô-los em prática na gestão dos eventos para irem ao encontro da realização dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável. Os eventos são também um reflexo das organizações, portanto, é necessário que estes representem as boas práticas institucionais já consumadas na sua gestão e pelos colaboradores no dia-a-dia.

O turismo tem a vantagem de, onde é desenvolvido, criar fluxos económicos significativos, o que pode ser usado a favor das regiões tradicionalmente desfavorecidas. Com o investimento nestas áreas, é possível a criação de emprego e mesmo de novas infraestruturas de apoio. Escolher parceiros sustentáveis economicamente, locais e com a missão de impacto positivo, é uma forma de fornecer qualidade ao trabalho, dignificando-o e investindo no crescimento económico local. Também é uma forma de reduzir as desigualdades dentro do país e de ajudar a promover a sustentabilidade para pequenas comunidades das regiões geograficamente desfavorecidas. 

IMG 20190707 164122
Festa da Saúde 2019

Numa viagem de incentivo, é simples aplicar boas práticas que vão ao encontro desta necessidade de desenvolvimento, quer a partir do consumo e promoção de produtos locais, quer pela criação de atividades que celebrem e deem a conhecer a autenticidade das culturas destas populações, como, por exemplo, a organização de workshops de artesanato ou de artes tradicionais locais. Num congresso ou conferência, é possível investir na cultura local idealizando um programa social com esse foco, com a apresentação de música ou artes performativas, e também escolhendo parceiros de catering com a preocupação de montar um menu tendo em conta o investimento em produtos locais, sazonais e mesmo DOP.

Um evento deveria ter sempre como principal objetivo, quer da parte dos participantes quer dos organizadores, um papel ativo na inclusão e esforço para a igualdade de género e também para a colaboração e entendimento entre diferentes culturas e comunidades, géneros, idades e acessibilidades. Para isto acontecer, como organizadores, é necessário que pensemos não só na organização e coordenação dos recursos técnicos e logísticos, mas também no planeamento de um programa consciente que consiga responder à questão “quais as melhores soluções para permitir a participação e a inclusão social?”.

IMG 20190706 100455
Festa da Saúde 2019

A saúde e o bem-estar são essenciais para o desenvolvimento sustentável. Na organização de eventos sustentáveis é possível criar oportunidades para os participantes se exercitarem e se consciencializarem para o cuidado com a saúde, tanto em viagens de incentivos como em congressos ou reuniões corporativas. Nestas, é possível criar energizers para começar um dia de trabalho com atividades, como ioga do riso, mindfulness, uma sessão de tai-chi ou mesmo um pequeno-almoço com todos os nutrientes necessários para potenciar o desempenho dos participantes no resto do dia. Nas viagens de incentivos, é possível organizar Human powered activities e atividades outdoor, como caminhadas, passeios de bicicleta ou kayaking, que têm também uma forte componente de espírito de team-building.

Kayak 12
Vertente Natural

O turismo e a organização de eventos são responsáveis por um fluxo enorme de tráfego aéreo, terrestre e de pessoas e, com isso, vem a responsabilidade de diminuir ao máximo a pegada ecológica durante os eventos. Há que escolher conscientemente cidades e comunidades sustentáveis e seguras para a realização, que tenham serviços e infraestruturas de qualidade para ser possível dar uso aos transportes públicos ou a shuttles em vez de transportes individuais e exclusivos para os participantes. Em alternativa, podemos oferecer a deslocação em e-bikes ou percursos pedonais. Em termos de hospitalidade, é importante recrutar parceiros de alojamento e venues com preocupações ambientais, como o fornecimento de produtos locais, o uso de energias renováveis e a utilização de materiais locais para a sua construção e decoração.

Os serviços de alimentação e bebidas são uma área em que é fundamental ter uma postura mais consciente, ecológica e sustentável, pois é uma das áreas em que o desperdício pode ser grande se não forem equalizadas soluções para o prevenir. Entre as muitas boas práticas a implementar, sugerimos oferecer refeições em estilo buffet para evitar as refeições embaladas individualmente e eliminar todo o tipo de copos, recipientes, talheres e palhinhas descartáveis. 

catering3

Há muitas soluções que são mais amigas do ambiente que se pode utilizar:

– máquinas de água com copos biodegradáveis ou garrafas reutilizáveis, em forma de brinde ou merchandising do evento, em detrimento de água engarrafada em plástico;

– parceiros que consigam oferecer aos seus convidados um serviço com um conceito de “da quinta para a mesa”, de produção local e biológica;

– Ao idealizar o menu de refeições para o evento tenha em consideração escolhas de ingredientes sustentáveis, frescos de estação;

-Eliminação de iguarias de espécies em vias de extinção, priorize o consumo de carnes brancas e incorpore ementas vegetarianas.

No final do evento é importante que, em conjunto com a empresa de catering, se tenha uma solução para fazer a doação dos alimentos e refeições que não foram consumidos pelos participantes. No último congresso realizado em 2020, o 26º CNMI, doámos 300 refeições. 

CONCLUSÃO 

Para que seja possível implementar as nossas boas práticas de sustentabilidade é necessário unirmos forças com todos os stakeholders. É imperativo informar, educar e incentivar a adoção de boas práticas, promover parcerias com os fornecedores e comunidades locais, reforçar a partilha de experiências e de estratégias de mobilização de recursos e investir na cooperação, como forma de alcançar os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável.  

Temos de continuar a promover a melhoria de processos, produtos e serviços que nos ajudam a reduzir os impactos negativos nas três grandes áreas da sustentabilidade: no ambiente, na economia e nas comunidades; continuar a investir na redução do consumo de recursos naturais e na geração de resíduos, aumentando o uso da reutilização e da reciclagem.

Temos ainda a responsabilidade de promover, perante os nossos clientes e participantes, soluções e tecnologias que nos ajudam a adaptarmo-nos aos desafios globais sem fazermos parte do problema, mas, sim, parte da solução. 

circle cropped 3